You are currently viewing Lesão de Múltiplos Ligamentos do Joelho

Lesão de Múltiplos Ligamentos do Joelho

O joelho pode ser dividido em 4 regiões: “frente, trás, dentro e fora” (nomes informais para facilitar a compreensão). A parte de dentro, mais interna, é a que fica mais próxima do outro joelho. Chamamos essa região de medial. A parte de fora, mais externa, é a que fica do mesmo lado do bolso lateral da calça, e chamamos de região lateral.

O que é canto posterolateral?

É um conjunto de estruturas que ficam na parte lateral (externa) do joelho. Essas estruturas são o ligamento colateral lateral, o tendão do poplíteo e o ligamento poplíteo-fibular. A lesão dessas estruturas é rara quando comparamos com a lesão do ligamento cruzado anterior.

Além disso, a lesão do canto posterolateral também pode ser considerada uma lesão multiligamentar (i.e., de múltiplos ligamentos), porque mais de 1 ligamento é rompido. Por acometer mais de 1 ligamento, a lesão do canto posterolateral é grave.

Outras estruturas podem ser lesadas junto com o canto posterolateral, tais como outros ligamentos (ex.: ligamento cruzado posteriorligamento colateral medialligamento cruzado anterior), nervos (ex.: nervo fibular), artéria (ex.: artéria poplítea) e ossos (ex.: fratura do planalto tibial).

O que é canto posteromedial?

O grupo medial (canto posteromedial) é formado basicamente pelo ligamento colateral medial (superficial e profundo), pelo ligamento oblíquo posterior e pela cápsula articular.

O ligamento colateral medial é responsável pela estabilidade em valgo do joelho, ou seja, evitando que o joelho vire para fora.

Duas situações merecem cuidados especial:
– Quando há lesão do LOP associada, neste caso o joelho fica muito instável e a cicatrização fica prejudicada.
– Quando a lesão é próxima à sua inserção na tíbia. Neste caso, os cotos rompidos do LCM ficam interpostos pelo flexores do joelho (os tendões ficam no meio do caminho), não permitindo os cotos cicatrizarem.

Opções de tratamento para a lesão de múltiplos ligamentos do joelho e lesão dos canto posterolateral e canto posteromedial

Primeira opção: Em situações bem específicas, podemos reparar os ligamentos, ou seja, costurá-los e prendê-los novamente nos ossos do joelho. Esse procedimento é realizado com fios cirúrgicos, e também pode ser reforçado com parafusos, âncoras, fios metálicos, entre outros.

Segunda opção: Consiste na reconstrução dos ligamentos. Assim como fazemos para a lesão do ligamento cruzado anterior, podemos fazer para os demais ligamentos do joelho. Para reconstruir um ligamento lesado, utilizamos um enxerto, que é algum tendão do joelho. Normalmente, retiramos até 3 tendões do joelho que sofreu a lesão. Quando precisamos de mais tendão, podemos retirar do outro joelho, ou utilizar de doador falecido (i.e., transplante homólogo).

Todas as opções e nuances do diagnóstico e tratamento são avaliadas pelo ortopedista especialista para elaboração do melhor plano terapêutico ao paciente vítima de lesão grave no joelho.

Sobre o Dr. Márcio Silveira, especista em joelho, ortopedia do idoso e traumatologia esportiva em Brasília / DF >
Sobre a luxação de joelho >

Deixe um comentário