You are currently viewing Reconstrução do Ligamento Colateral Medial do Joelho

Reconstrução do Ligamento Colateral Medial do Joelho

Podemos dividir o joelho em quatro regiões: interna (medial, que fica próxima do outro joelho), externa (lateral, que fica do lado oposto ao medial), frente e trás. Na parte interna (medial), existe o ligamento colateral medial do joelho, que pode sofrer lesão de três formas:

  • Quando sofremos um trauma (pancada) que vem da parte externa em direção à interna, ou seja, de lateral para medial;
  • Após movimentos rotacionais (giros);
  • Combinação de forças.

Assim como na lesão do ligamento cruzado anterior, a lesão do ligamento colateral medial ocorre mais em homens, principalmente durante a prática esportiva (futebol, vôlei, handball, basquete, skate, etc.); mas também pode ocorrer após um escorregão, queda de escada, atropelamento, queda de moto, etc.

Por outro lado, diferente da lesão do ligamento cruzado anterior, a maioria dessas lesões ocorre sozinha, sem nenhuma outra estrutura envolvida (ex.: menisco, outros ligamentos, etc.). Geralmente, lesões mais graves do ligamento colateral medial ocorrem combinadas a lesão de outras estruturas, sendo a principal delas o ligamento cruzado anterior.

O lado “bom” dessa lesão

Apesar de nunca ser bom sofrer qualquer tipo de lesão, a vantagem biológica de se romper o ligamento colateral medial frente aos demais ligamentos do joelho é o seu alto potencial de cura. Desse modo, a chance de obter bons resultados com o tratamento desse ligamento é superior aos demais.

Todavia, a chance diminui quando o paciente sofre lesão de múltiplos ligamentos (para mais detalhes, acesse a página sobre lesão do canto posterolateral e de múltiplos ligamentos), pois, obviamente, o trauma sobre o joelho é maior e sua capacidade de cicatrização se torna comprometida.

Tratamento da lesão do ligamento colateral medial

Como o potencial de cicatrização desse ligamento é alto, a maioria dos casos pode ser tratada sem cirurgia, ou seja, com imobilização gessada ou pré-fabricada, repouso relativo, medicamentos e fisioterapia. Nas raras situações em que o ligamento não cicatriza, optamos pela reconstrução do ligamento colateral medial, assim como fazemos para o ligamento cruzado anterior e demais ligamentos.

Quando a lesão do ligamento colateral medial é combinada com fraturas, pode ser necessário fazer o reparo cirúrgico da lesão, que consiste na fixação da fratura (com parafusos, grampo ou placa) com ou sem sutura do ligamento (i.e., costurar o ligamento).

Para os casos associados a lesão de cartilagem e menisco, ou do ligamento cruzado anterior, podemos optar tanto pelo tratamento não cirúrgico ou cirúrgico do ligamento colateral medial conforme a gravidade do caso. As lesões de cartilagem, menisco e do ligamento cruzado anterior são tratadas também conforme as características dessas lesões.

Nas situações em que existe lesão do ligamento colateral medial e de outros múltiplos ligamentos, normalmente realizamos o tratamento cirúrgico, que consiste na reconstrução de todos os ligamentos afetados. A escolha do tratamento varia conforme o caso, devendo ser avaliada pelo ortopedista especialista em cirurgia de joelho.

Sobre o Dr. Márcio Silveira, especista em joelho, ortopedia do idoso e traumatologia esportiva em Brasília / DF >

Deixe um comentário