Fratura da tuberosidade anterior da tíbia

Fratura da tuberosidade anterior da tíbia

As fraturas-avulsões da TAT em crianc¸as/adolescentes são
raras, com poucos casos descritos na literatura, correspondem
a 1% de todas as lesões fisárias,3 são predominante do sexo
masculino (aproximadamente 98%). São resultados de dois
possíveis mecanismos de ação: 1) flexão abrupta do joelho com
a contração do quadríceps, típico na aterrissagem de um salto;
2) contração violenta do quadríceps com o pé fixo, como no
salto.

Avulsão da tuberosidade anterior da tíbia

A tuberosidade anterior da tíbia é uma proeminência óssea que pode ser palpada na parte da frente da perna, logo abaixo do joelho. O local serve de fixação para o tendão patelar, que é um dos tendões mais fortes do corpo humano, responsável pelo movimento de esticar o joelho.

Existem dois mecanismos principais que provocam esse tipo de fratura:

  1. Flexão abrupta do joelho com a contração do quadríceps, típico da aterrissagem de um salto;
  2. Contração violenta do quadríceps com o pé fixo, como na impulsão para o salto.

Devido à grande força exercida pelo tendão patelar, existe uma dificuldade em se manter uma redução satisfatória da fratura por métodos que não comprometam o crescimento futuro dessa região. Felizmente, porém, a maior parte dos pacientes encontra-se muito perto do fim do crescimento, o que faz com que a redução e a fixação com parafusos, quando indicada, possam ser feitas com segurança.

Vale considerar aqui que a apófise (local onde os tendões se prendem) tem fechamento mais tardio do que a placa de crescimento longitudinal do osso. Assim, as lesões se estendem até a idade adulta jovem. A idade de maior risco para estas fraturas é entre os 14 e os 25 anos.

As fraturas por arranchamento ocorrem quase que exclusivamente entre atletas, em função de violentas contrações musculares. Podem acometer praticamente qualquer osso, sendo que o tratamento depende do osso acometido, do desvio (afastamento) entre os fragmentos, do tamanho do fragmento ósseo e da idade do paciente.

Cartilagem: mitos e verdades >
Fraturas no joelho >

Referência:

Fratura-avulsão tuberosidade anterior da tíbia em adolescente – Relato de dois casos

Deixe uma resposta